Grupo Conserpa Enger

Como escolher a localização do meu novo apartamento?

Como escolher a localização do meu novo apartamento

Comprar a casa ou o apartamento próprio pode ser considerado o sonho comum da maioria das pessoas no Brasil. Adultos, jovens em início de carreira, recém-casados: sempre tem alguém querendo — ou precisando— sair do aluguel.

Às vezes, isso pode parecer um sonho distante, afinal, os preços subiram ao longo dos anos. Mas, atualmente, incentivos relacionados à habitação como financiamentos, programas como o Minha Casa Minha Vida, dentre outros, têm ajudado muito quem está em busca do lar ideal.

Mas e quando o dinheiro ja está em mãos, a busca já começou e surge a seguinte questão: como escolher a localização do seu novo apartamento?

Para te ajudar com essa dúvida, preparamos este artigo com 5 dicas infalíveis que vão te ajudar a encontrar a localização perfeita. Confira!

1. Defina o que você espera

Muitas pessoas erram ao escolher a localização do apartamento porque não definiram exatamente o que esperavam dela. Ficaram deslumbradas com a vista, ou com o próprio apartamento, mas se esqueceram de levar em conta o que importava de fato.

Aliás, a maioria das pessoas nem sabe o que esperar em termos de localização. Nesse sentido, a dica é a seguinte: defina com detalhes o que você espera do seu bairro, da sua vizinhança e do seu entorno.

Talvez, você busque um bairro tranquilo, arborizado e silencioso. Mas se, por exemplo, você tiver — ou quiser ter — 4 filhos, se trabalha fora e precisa se locomover várias vezes ao longo do dia, talvez, uma localização estritamente residencial não seja o mais indicado.

Então, defina suas prioridades, crie e organize todos os dados em uma lista.

2. Pense nas comodidades e conveniências

Um ponto importantíssimo de ter em mente na hora de decidir a localização do imóvel é referente às opções de restaurantes, lojas, mercados, hospitais, farmácias e diversos outros serviços que são fundamentais de se ter por perto.

O ideal é se basear no seu estilo de vida ao visitar opções de imóveis. Escolha a localização que mais oferecer opções dentro do que você espera. Em todo caso, para quem pretende ter filhos ou convive com pessoas idosas, a proximidade com hospitais e clínicas é um item que não pode ser descartado.

3. Considere as opções de escolas

Outro ponto chave são as opções de escolas e cursos da região. Mesmo que você ainda não tenha filhos ou parentes em idade escolar, se um dia pretende ter, é bom levar esse item em conta.

Levar e buscar as crianças todos os dias na escola não é tarefa fácil e pode demorar mais ou menos tempo conforme o local onde você mora. Então, para evitar estresse e tempo desperdiçado em trânsito, considere as escolas presentes na região. Afinal, ter os filhos estudando perto de casa reduz bastante as preocupações.

4. Avalie a facilidade de acesso e a segurança

Talvez um dos pontos mais relevantes da lista seja a facilidade de acesso ao bairro e a segurança. Entrar e sair precisa ser fácil. Você deve avaliar se existem opções variadas de transporte público que levem a diferentes pontos da cidade e também se é tranquilo se locomover de carro pelas redondezas.

Não pense apenas em você e no seu núcleo familiar, mas também nos parentes e amigos que porventura podem te visitar. Seria legal se eles pudessem entrar e sair do bairro com facilidade e com segurança.

5. Escolha uma boa vizinhança

Por fim, mas não menos importante, a vizinhança é um quesito importante na hora de escolher a localização do seu novo apartamento. Ande pelas ruas em horários diferentes, observe a movimentação das pessoas, o comportamento delas.

Observe-as entrando e saindo de casa, se relacionando. Procure analisar se há igrejas, clubes ou centros de convivência como praças, por exemplo, que possam promover um relacionamento mais próximo com seus vizinhos. Se os vizinhos forem pessoas tranquilas e o ambiente for alegre e equilibrado, sem dúvida, são pontos favoráveis na hora da escolha.

Comprar o apartamento dos sonhos é mesmo um grande passo e inaugura uma nova fase na vida de qualquer pessoa. Portanto, cuide de todos os aspectos que envolvem essa decisão e, por mais que a ansiedade “grite”, tenha paciência! Avalie todas as suas possibilidades antes de assinar o contrato.

Compartilhe: