Grupo Conserpa Enger

COMO FUNCIONA O FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS NA PLANTA?

como-funciona-o-financiamento-de-imoveis-na-planta-6953-640x400Você talvez já tenha conhecimento de como funciona o financiamento de um imóvel, assim como provavelmente já ouviu falar de como é realizada a compra de imóveis na planta. Entretanto, quando o assunto é o financiamento de imóveis na planta, muitas pessoas desconhecem algumas peculiaridades deste tipo de aquisição em relação ao financiamento de um imóvel já pronto.

Conhece as diferenças de um financiamento de imóvel comum para os de um financiamento de um imóvel na planta? Sabe quais são os principais benefícios desta opção? Confira abaixo e tire suas principais dúvidas.

O financiamento de imóveis na planta

A compra financiada de imóveis na planta é composta por duas etapas: pré entrega das chaves e pós entrega das chaves. Durante o período de conclusão das obras, que gira em torno de 16 a 36 meses, o comprador pagará apenas os valores de entrada do imóvel e as primeiras parcelas do mesmo.

A entrada para imóveis na planta possui um valor superior se comparada à entrada de imóveis prontos, mas isto acontece por uma boa causa, afinal, este valor será utilizado pela construtora para tocar as obras e evitar que um dos maiores medos de quem opta por essa modalidade aconteça: atraso no prazo de entrega firmado em contrato.

Ainda durante o período de conclusão das obras, o comprador também pagará as primeiras parcelas do imóvel, tendo como opção diluir o valor da entrada entre estas parcelas. Outra diferença em relação ao financiamento convencional é que, antes da data de entrega das chaves, a construtora não poderá cobrar juros em decorrência do pagamento parcelado. Sobre estas parcelas será aplicada apenas correção monetária com base no Índice Nacional de Construção Civil, o INCC, que, para que o leitor tenha uma melhor noção, atingiu a marca de 7,49% no acumulado do ano de 2015.

Após a entrega das chaves, o comprador deverá decidir se pagará à vista o saldo restante, ou se optará por um financiamento, que também poderá ser firmado no ato da compra e assinatura do contrato antes da entrega das chaves, mas comumente é na entrega das chaves que ele é firmado.

Como são poucas as pessoas que possuem uma quantia suficiente para quitar o imóvel neste momento, o que seria o ideal, o financiamento é constantemente a opção mais recorrida e, para quem optou pela compra na planta, neste momento surgem os principais benefícios deste tipo desta modalidade em comparação ao financiamento tradicional de imóveis prontos.

Benefícios do financiamento de imóveis na planta

Quando uma construtora inicia um empreendimento imobiliário, por vezes, ela também precisa se financiar. Diante disso, para quem está comprando o imóvel que será construído e opta por financiá-lo na mesma instituição financeira que a construtora, várias vantagens podem ser obtidas em relação a prazos, número de parcelas e taxa de juros. Estes benefícios podem ser maiores ainda em casos como o da MRV, que por possuir anos de atuação e já estar bem estabelecida neste mercado, possui financiadora própria.

Além disso, outro fator também contribui para tornar a taxa de juros de um financiamento de imóveis na planta mais atraente que a de financiamentos comuns: o tempo. Comprar um imóvel na planta trata-se da aquisição de um bem que ainda não existe, ou seja, para compensar este ponto negativo, muitas instituições financeiras e construtoras fazem reduções generosas na taxa de juros, chegando até mesmo a cortá-la pela metade.

Por fim, outro benefício do financiamento de imóveis na planta é o congelamento do valor. Se você comprou um imóvel na planta pelo preço de 300 mil, por exemplo, mas ao término das obras e início do pagamento das parcelas financiadas o imóvel encontrar-se valendo 350 mil, o financiamento ainda seguirá utilizando o valor antigo como base para seus cálculos.

Fonte: Como Comprar um apartamento 

Compartilhe: