Grupo Conserpa Enger

Comprar imóvel a dois

Se você é uma pessoa solteira, está namorando alguém e os dois já pensam em adquirir um imóvel, este artigo é para auxiliar você. Relacionamento é um assunto sério e quando se envolve uma propriedade tão grande quanto um imóvel, fica mais sério ainda. Por isso resolvi escrever este artigo para deixar minha opnião sobre como lidar com esta compra envolvendo os parceiros.

Quando é a hora de comprar um imóvel a dois?

Há quanto tempo vocês se relacionam? Você já conhece suficientemente seu parceiro? Como é a disciplina dele, ou dela, em relação ao dinheiro? Ele, ou ela, gasta demais?

Analise, não necessariamente na presença um do outro, o comportamento de ambos. Veja se ele gasta boa parte, ou todo o dinheiro com coisas supérfluas. E você? Qual o seu comportamento com suas finanças?

Estas perguntas são importantes para que você analise e saiba responder se o seu relacionamento está suficientemente maduro para assumir a compra de uma casa. Como você deve saber, uma casa pode levar 30 anos para ser paga e é importante que você tenha plena consciência para assumir comprar o imóvel com seu companheiro.

Conversar com seu namorado, ou namorada, a respeito desta compra é saudável para o relacionamento. Todos os pontos devem ser levados em questão. Inclusive a possibilidade de romper o relacionamento.

Tocar no assunto de rompimento não é indício de que ele irá ocorrer, ao contrário, maturidade e sinceridade são fortalecedores do relacionamento. Portanto, não tenha medo neste aspecto.

Se cada um de vocês possui renda suficiente para comprar um imóvel, eu aconselharia que comprassem separados. Isto facilitaria as coisas para os dois, até mesmo para o caso dos dois morarem juntos, pois o outro imóvel poderá gerar renda ao casal. Porém, quem sou eu para definir uma decisão na vida de vocês? Vocês devem decidir isto juntos, pelo menos conversarem muito bem a respeito para que tudo seja decidido com plena consciência.

Juntar finanças é uma atitude saudável para o casal, mas é importante que cada um saiba o seu papel no relacionamento financeiro. Se vão dividir um imóvel, deixem claro quem vai assumir a maior parte de cada parcela e como será a partilha em caso de um rompimento.

Outra questão importante para ser vista é sobre a situação do seu parceiro no mercado. Veja se ele, ou ela, possui pendências em bancos, comércios e outras empresas. É importante que os dois façam uma consulta junto as empresas de crédito, como SPC e Serasa para avaliarem a situação dos dois.

Ter o nome “limpo” é essencial para conseguir um financiamento bancário. Se tiver pendências em seu nome, procure resolvê-las antes de comprar uma casa ou apartamento.

Como ter segurança ao comprar um imóvel junto com o parceiro

Se vocês decidiram adquirir um imóvel juntos, vale a pena cada um se prevenir. Conversem entre vocês e considerem elaborar um contrato entre vocês com duas testemunhas e firmas reconhecidas. Nele devem ser determinados os direitos e deveres de cada um sobre o bem imóvel e o que ocorrerá em caso de óbito de um dos parceiros. Este contrato é importante, principalmente por esclarecer e evitar futuras exigências da família de um dos dois, caso ele venha a falecer. Email, planilhas feitas para mostrar a divisão de parcelas e comprovantes de depósito ou pagamento podem servir como provas para quem pagou parte ou todo o valor do bem. Não é raro que casos de discórdia acabem em uma intervenção judicial.

Conclusão

A melhor maneira para que dê certo a compra é conversar. Dialogar sempre foi o melhor remédio de um relacionamento.
Se os dois toparem e confiarem um no outro, o investimento pode ser feito quase que de olhos fechados.

O importante é saber que a compra de um imóvel junto com o companheiro enriquece o relacionamento. Ele mantém os dois mais conectados por manterem a relação inclusive nas finanças do casal.

Porém, nem sempre a combinação entre os dois existe em todos os aspectos. Em muitos casos, vocês podem combinar em tudo, menos no dinheiro.

Chegar a esta conclusão é um dos pontos essenciais para um bom relacionamento.

Se você assumir uma dívida, seu companheiro deverá ser um aliado, e para isso você deve conhecê-lo bem.
Em todo caso, eu desejo que você tenha uma compra feliz entre vocês dois e que juntos cheguem a todos os objetivos do casal.

fonte: http://truquesdeimoveis.com.br/comprar-imovel-a-dois/

Compartilhe: